Saiba mais sobre o Udon

O UDON é um alimento de grande destaque na culinária japonesa e pode ser servido quente ou fria, ensopado ou com o caldo à parte e também utilizam diferentes ingredientes na sua preparação. É uma massa em formato de fio grosso e produzido com farinha de trigo.

Existem muitas versões sobre a origem do Udon. Uma das mais difundidas é a de que o Udon teria se originado a partir do muguinawa, uma massa semelhante ao soumen (macarrão japonês bem fino) de hoje. Para prepará-lo, utilizava-se farinha de trigo, farinha de arroz e sal. O macarrão mais próximo ao Udon que conhecemos hoje teria surgido na Era Kamakura (1185–1333), a partir de um alimento chamado kirimugui.

Uma outra versão relata que o monge Kobo Daishi ou Kukai (774–835), fundador da seita budista Shingon no Japão teria trazido o Udon da China. Kukai viajou para a China por volta do começo do século IX para estudar o budismo. Quando retornou, trouxe consigo o conhecimento da sopa de Udon para sua terra nas vizinhanças da região de Sanuki, no Japão.

Normalmente o Udon é servido no donburi (tigela grande), com caldo e coberto por ingredientes variados. Os mais conhecidos são:

 Kitsune Udon – servido com tofu frito e cebolinha. O prato recebe este nome pelo mito de que a raposa aprecia tofu.
Tsukimi Udon – servido com um ovo cru. Tsukimi significa admiração da beleza da lua. A gema representaria a lua e os fios de macarrão as nuvens.
Tempura Udon – coberto com tempura.
Kare udon – servido com caldo a base de curry. Pode incluir também carne ou vegetais

Como nota de curiosidade, dizem que a província de Kagawa é campeã no consumo de Udon: 130 unidades por pessoa ao ano, o que corresponde a quatro vezes o consumo anual médio do japonês. O alto consumo justifica-se pelo facto de a região ser produtora de trigo, ter abundância de sal e iriko ou niboshi (espécie de sardinha desidratada) e por possuir grande produção de shoyu (óleo de soja).

 

Fonte: www.clubotaku.org e pt.wikipedia.org

Posts Relacionados

Os comentários estão desativados.